Níveis de tinta na Epson L805 e L656

Recentemente, adquiri duas impressoras da Epson com tanque de tinta para ampliar a capacidade em minha gráfica rápida. Cheguei até mesmo a fazer um post com as minhas impressões sobre a L656 após 10 mil cópias. Agora, farei outro falando um pouco sobre os contadores de tinta dessas duas impressoras após uma boa quantidade de impressões em ambas.

Quando a Epson lançou as impressoras com tanque de tinta, ela usou o famoso sistema de códigos – quando o nível de tinta estava baixo, o driver interrompia as impressões, exigia que o usuário fizesse a recarga de tinta e solicitava que ele digitasse o código disponível na embalagem para “resetar” os níveis de tinta da impressora.

Não acredito que tenham feito isso de má fé ou por ganância (como a HP tem feito há um bom tempo) mas esse tipo de controle não deu muito certo e aparentemente a Epson desistiu dessa ideia.

Sendo assim, a Epson L805 não traz mais um medidor de nível de tinta. No driver há um botão para verificar essa informação, mas quando ele é clicado o usuário é avisado de que deve verificar o nível de tinta no próprio reservatório da impressora. O painel web da impressora até traz um gráfico, porém ele está sempre cinza, indicando que a impressora não está mais monitorando o nível de tinta. É possível até mesmo que essa seja a única modificação na impressora em relação à Epson L800.

Em outras palavras: não é mais necessário usar o tal do reset do nível do nível das tintas, pelo menos neste modelo.

Já na Epson L656 o medidor de nível de tintas funciona – ele começa cheio e vai se esvaziando. Mas o próprio painel da impressora traz uma função – dentro do menu MANUTENÇÃO – que reseta os níveis de tinta. Ao ser acionada esta função pergunta ao usuário quais cores ele recarregou, e depois de solicitar confirmação de que a tinta foi mesmo colocada, os níveis são restaurados. E eu vinha fazendo isso regularmente.

Porém esta semana recebi um pedido grande de impressões e resolvi deixar rolar pra ver o que acontecia. Claro que eu sempre ia abastecendo a impressora, se você deixá-la sem tinta você terá uma pequena dor de cabeça para fazer o sistema de tinta voltar a funcionar.

Fui acompanhando o medidor de tinta e o nível de preto chegou a quase zero, mas a impressora nunca parou de funcionar nem solicitou recarga de tinta e eu segui imprimindo. E ao verificar agora, vi que o nível voltou a estar cheio, sem qualquer intervenção minha. E mais: no tanque a tinta está baixa.

Claro que a impressora não consegue medir o nível real de tinta dentro do reservatório, ela faz uma estimativa de acordo com o que é impresso. Mas é interessante saber que mesmo com o medidor de nível de tinta ela não está parando nem solicitando qualquer coisa.

Sendo assim, não preciso usar nenhum aplicativo de reset nem usar a função de reset da própria impressora.

Observações finais

É claro que tudo isto se aplica aos dois modelos citados acima. Outros modelos de Epson ainda possuem medição de nível de tinta e exigirão o reset (e os códigos) de tempos em tempos, mas a tendência parece ser a de que a medida que novos modelos forem lançados esse recurso de reset/códigos será eliminado.

E, é claro, isto se aplica SOMENTE AO NÍVEL DE TINTA e não ao nível do reservatório interno de limpeza – o famoso ‘reset das almofadas’. Esse continua firme e forte, afinal se as espumas internas de limpeza ficarem totalmente cheias a tinta poderá vazar e danificar sua impressora. Para esses casos você ainda precisa instalar o dispenser e fazer o reset sempre que a impressora alegar que ‘peças internas precisam de manutenção’.

Compartilhe por aí