Faca de corte e vinco ou plotter de recorte: quais as diferenças?

Se você pretende trabalhar produzindo convites de aniversário, de casamento ou outros tipos de festas, é essencial nos dias de hoje que você disponha de um meio para cortar estes materiais em formatos que não sejam retangulares. Os consumidores estão cada vez mais exigentes e convites simples dentro de envelopes padronizados já não são mais suficientes – embora você não deva deixar de oferecer esta opção, pois é uma forma de fornecer um produto barato e assim atingir clientes com todos os tipos de orçamentos.

E para cortar estes materiais você conta com duas opções: facas de corte e vinco e plotters de recorte. Mas quais são as diferenças entre elas? E qual é a mais vantajosa?

Na área gráfica a produção de materiais em formatos diferenciados é chamada de ‘corte especial’. Veja o exemplo de um convite de festa infantil com corte especial:

convite_especial

Este tipo de trabalho pode ser produzido com dois tipos de equipamentos: as facas de corte e vinco (juntamente com uma máquina especial) e as máquinas eletrônicas de recorte, popularmente conhecidas como ‘plotter de recorte’.

Facas de corte e vinco

As facas de corte e vinco são matrizes montadas em cima de uma placa de madeira (ou outro material rígido) e contém todos os cortes e vincos solicitados. Esta faca é montada a partir de uma tira de metal com ponta afiada que de certa forma lembra uma faca de cozinha bem longa. Veja:

faca-corte

Estas facas são montadas artesanalmente ou através de processos a laser. Elas são então inseridas em uma máquina especial que as pressiona contra o papel, realizando assim o corte. As máquinas de corte mais simples contém basicamente um rolo de borracha – o papel é colocado sobre a faca e o conjunto é inserido na máquina, passando pelo rolo de borracha de um lado para outro e realizando assim o corte.

Esse é um método muito eficiente para se cortar centenas de folhas em pouco tempo, mas traz a desvantagem de ser necessário adquirir facas nos formatos desejados.

Plotters de recorte

silhouette-cameo

Já as máquinas de recorte eletrônico, popularmente conhecidas como plotters de recorte, utilizam uma lâmina muito afiada e um conjunto de motores que desliza a lâmina em dois eixos. E durante o corte o papel é mantido no lugar por uma base de corte que contém um adesivo leve, evitando assim que a folha deslize ou se solte durante o processo.

Esse é um método simples e prático para se cortar formatos sempre diferentes – afinal você não depende de uma matriz física, basta desenhar o corte desejado no aplicativo e pronto – mas traz a desvantagem de só se poder cortar uma folha por vez, e dependendo da complexidade o processo pode demorar 1 ou vários minutos, reduzindo a produtividade.

E aí, qual é a melhor opção?

Com relação a este assunto não existe a melhor opção. Em alguns casos e para alguns tipos de produtos o mais indicado é usar facas de corte para aproveitar a sua alta produtividade – desde que sejam produtos que você possa padronizar o formato, como por exemplo forminhas de doces. Em outros, como por exemplo convites, o mais indicado é usar uma plotter de recorte devido a facilidade de se cortar qualquer formato bastando desenhá-lo no programa.

Outro detalhe não citado anteriormente é que as facas de corte podem fazer cortes muito mais profundos, permitindo assim o recorte de materiais espessos como EVA ou borracha. Já as plotters de recorte não conseguem trabalhar estes materiais por não possuírem lâminas altas o bastante para tal operação. Em contrapartida, as plotters são capazes de cortar também adesivos, permitindo que você produza cartelas personalizadas.

A tendência atual é pela utilização de plotters de recorte devido a sua praticidade, mas tenha sempre em mente a questão da produtividade. Antes de adquirir um ou outro equipamento, defina quais produtos você desejará oferecer e como pretende produzi-los, para então fazer a sua escolha. Ou melhor: use ambos, e assim esteja preparado para várias situações.

Compartilhe por aí