Porque ao fazer transfer de uma camiseta a segunda camiseta sai com uma sombra da imagem anterior?

Essa é uma pergunta recorrente no TudoSobreImpressão nesses últimos dias, e a resposta é bem simples.

No processo de sublimação, popularmente conhecido como transfer, a imagem é impressa em um papel (que poderia ser qualquer um, até mesmo papel sulfite) com tinta sublimática. Essa tinta reage com o calor da prensa – ela evapora (daí o nome, sublimação) e por estar próxima ao objeto a ser personalizado a impressão passa para ele (no caso de canecas, azulejos, chinelos, etc) ou tinge as fibras do tecido (no caso de camisetas de poliéster ou outro tecido que seja compatível).

Ocorre que muitos têm usado papéis finos demais para fazer essa impressão. Não devemos nos esquecer de que durante a impressão a tinta é líquida e por isso ela vai penetrar nas fibras desse papel. E por ser fino demais, durante o processo a tinta sublima em direção ao objeto mas também sublima em direção à prensa, sujando assim a base e causando a imagem fantasma na segunda sublimação.

Mas resolver isso é simples. Caso queira limpar a sua prensa, basta aquecê-la e prensar algumas folhas de papel velho ou algum tecido usado para retirar toda a tinta antiga. Não use produtos de limpeza, isso pode danificar a base.

E para evitar que esse problema continue acontecendo, basta usar papel mais grosso. Eu normalmente recomendo que se utilize um papel conhecido como ‘matte’ ou ‘fosco de alta resolução’. Este papel é muito parecido com o sulfite, mas a qualidade de impressão é muito superior e ele é mais grosso. Com isso, a sua prensa não vai ficar suja.

Compartilhe por aí